SINDUFFS repudia publicação de Marcelo Recktenvald que insinua golpe à Democracia

SINDUFFS REPUDIA PUBLICAÇÃO DE MARCELO RECKTENVALD QUE INSINUA GOLPE À DEMOCRACIA

          Um dia depois que a Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão contra empresários e ativistas bolsonaristas relativo a inquérito de fake news expedido pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Morais, Marcelo Recktenvald, nomeado Reitor da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) por Bolsonaro, mesmo não tendo sido eleito pela comunidade universitária, escreveu em suas redes sociais que “um cabo e um soldado resolveriam essa questão”, e conclui “tenho a impressão de que nossas instituições estão perdidas”. Considerando que o post publicado no Twitter na forma de “retweet” de uma manifestação na mesma rede social do Ministro da Educação, Abrahan Weintraub, que fazia uma equivocada relação da ação da PF, respaldada pelo Supremo Tribunal Federal, com o autoritarismo hitlerista, comparação totalmente descabida tanto que repudiada por toda comunidade de historiadores e por uma das mais importantes entidades judaicas dos Estados Unidos da América , e considerando o fato de que fora o Deputado Federal Eduardo Bolsonaro quem afirmara em vídeo de julho de 2018 que “bastaria um cabo e um soldado para fechar o STF” não é difícil depreender dessa manifestação que Recktenvald, assíduo militante bolsonarista e anticiência nas redes sociais, esteja insinuando que o Supremo Tribunal Federal seja alvo de um golpe de natureza militar. Sabe-se que os três poderes Legislativo, Judiciário e Executivo formam o tripé fundamental do modelo republicano de Estado e que o sistema de freios e contrapesos que lhe é inerente é fundamental para a harmonia entre os poderes e para a garantia de um governo democrático . Assim, Marcelo Recktenvald, mais uma vez, explicita seu desprezo pelas instituições democráticas.

          A SINDUFFS vem a público manifestar seu total repúdio ao posicionamento de Marcelo Recktenvald e clama para que toda a comunidade regional se some às instituições democráticas para condenar manifestações como esta. Infelizmente, para nós que vivenciamos uma Universidade sob intervenção autoritária, a manifestação de Marcelo Recktenvald não causa surpresa, pois é somente a expressão pública da pequenez de alguém que com o passar do tempo se mostrou não somente um dirigente sem apoio da comunidade Universitária, como também, um reitor completamente inapto à gestão democrática prevista pela constituição. Hoje, infelizmente, a UFFS é um exemplo para a História do risco que todas as instituições correm ao ter que conviver com um dirigente não eleito e que não está à altura da função que exerce.

 

          Fora Bolsonaro! E leva o Marcelo junto!

          Em defesa da democracia!

 

SINDUFFS ANDES-SN
29 de maio de 2020

Baixe essa nota aqui!