Nota de Repúdio à manifestação de João Rodrigues contra as professoras e professores da UFFS

A Diretoria da Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal da Fronteira Sul – SINDUFFS vem a público repudiar as manifestações do prefeito da cidade Chapecó, João Rodrigues, contra os professores da UFFS, atingindo em especial os colegas da área da saúde que apresentaram questionamentos à estratégia adotada pelo prefeito de internação compulsória de usuários de substâncias psicoativas.

Nesta quarta-feira, dia 18 de maio de 2022, o prefeito usou suas redes sociais para difamar colegas e o conjunto da categoria com afirmações sabidamente falsas, além de ter se referido aos docentes com linguagem desrespeitosa e emprego de termos chulos.

Ao contrário do que é afirmado no vídeo, a UFFS manteve suas atividades no período da pandemia de forma remota, respeitando os protocolos sanitários. Vale destacar igualmente o papel dos colegas da área da saúde que se somaram às ações de combate à pandemia, com papel destacado dos cursos de Enfermagem e Medicina, por meio de suporte de profissionais para atuar no hospital de campanha instalado no Centro de Eventos e UPAs, além do telemonitoramento de pacientes em quarentena, do apoio à vacinação de idosos e acamados e, posteriormente, da instalação de posto de vacinação no prédio da Reitoria.

A SINDUFFS reivindica que os órgãos dirigentes da Universidade – Conselho Universitário, Conselho de Campus, Reitoria e Direção de Campus – manifestem seu repúdio ao ocorrido e acionem as medidas cabíveis para proteger a imagem da UFFS e de seus profissionais.

Da nossa parte, como Seção Sindical, convidamos os/as docentes da UFFS para a assembleia extraordinária no dia 20 de maio para deliberar sobre o ajuizamento de ação visando reparar os danos à categoria e aos colegas diretamente citados.

Saudações Sindicais e Universitárias.

Diretoria da SINDUFFS

Leave a Reply

Your email address will not be published.